.

.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Andando em círculos



Noite fria, silêncio absoluto,
O coração que fala e discursa
A mente se nega, torna-se incontrolável.

Um único pensamento em um milhão de idéias,
Um único suspiro, o alivio.
E o momento vai embora é só fechar os olhos.

É sobrenatural, a presença sem presente,
O sorriso sem a boca, o olhar sem os olhos,
O cheiro sem a pele, o carinho sem o amor.

É como andar em círculos,
E não chegar a nenhum lugar.

Tu..

Amanheceu, e um novo sentido surgiu.
Mãos estendidas e precisas,
Que gentilmente simbolizam a acolhida.
Como um ser divino,
que chega para apresentar o que há de melhor aqui dentro.
um olhar de perto, junto e basta,
Para  que a calmaria  traga
Confiança e abra os caminhos da vida.
Pois tu transmite o amor divino , e  paz  que os corações desejam.

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Para todo ...


Para todo o fim, um ponto
Para todo ponto , um encontro,
Para todo encontro , Esperança,

Que seca a lágrima
E dissipa a dor,
Ponto.

Para toda virgula uma separação
do que foi e o que será,
só basta acreditar.

Para todo o tempo , a cura.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Anjo Caído...


Asas cortadas ,
Anjo Caído.

Sozinho, Sofrido,
Anjo Caído.

O Brilho do Céu,
Levanta o que restou,
Anjo Caído.

E o que resta dizer Anjo caído :
"...Ficarei de longe escondido
Mas, sempre perto, decerto
Como se eu fosse um humano vivo,
Sem você me ver..." (Saulo Fernandes)

terça-feira, 6 de julho de 2010

Ser como o ser...


Ser como o ser que cultiva,
se alimenta do que há,
e sobrevive.

Oferece de si para o inteiro,
transforma o vazio em cor,
sem ao menos enxergar.

Ser como o ser que cuida
das cores para não desbotar,
e continuar a alegrar.

Ser o ser que tem fé no invisivel,
acredita no inacreditável e
recebe o impossível.