.

.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Transcendendo..


O vento toca nas asas ,
Levanta.
Olha em volta , sente a vida.

No peito pulsa sangue ,
Senta.
Devagar põe os pés a molhar.

Os olhos procuram, e quando se fecham,
Encontram,
O horizonte que faz respirar,
Os sentidos que fazem apaixonar.



segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Bem mais que perto ....


Mergulhados no olhar ,
Não há o que falar ,
O passado já virou história,
E nos trouxe ao presente.

E o que ficou transforma,
Passos curtos , mas a esperar ,
O dia de você chegar.

Caminhe pelas ruas de outono,
Se aproxime do teu jardim ,
E terás um só mundo em dois corações.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

O reverso ...

O reverso empobrece o verso,
Afugenta a dor ,
Enaltece o amor.

Sóbrio vilão aos olhos do ladrão,
Que não sabe doar, além de roubar,
Aproveitar , amar.

Verso que não completa ,
Fica a esperar o reverso chegar ,
Ignorar.

A súbita simpatia triste
Vem acariciar a riqueza
Do olhar e brilhar.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

O destino do verso...

Caneta e papel na mão,
E alguns versos que refletem do coração,
Sem medo de apresenta-lhe a devoção.

Um verso lançado ao mar
Que passa por tempestades e ressacas,
Mas resiste.

Escrito com tinta de lembrança,
Com papel de esperança,
Navegando.

As ondas levam o verso,
Várias mãos e nenhuma solução,
Pois é preciso tocar o coração,
Pra nada ser em vão.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Tanto quanto à morte ...

Ferida que se abre com a recusa,
Depois de tanta luta,
Noites em claro, puta.

O primeiro passo quebrado,
De um logo caminho, basta.

Corta para ser fatal,
Não de um jeito banal,
Com um rosto angelical.

Dor sem significado,
Insuportável,
Tanto quanto a morte...

Versos que não calam...


Pássaro que não voa,
Dia que não anoitece,
Lua que amanhece.

Menina que adormece,
Abre os olhos e se esquece,
Que o dia clareou sem sol,
amanhece.

Pensamentos que não param,
Palavras que faltam,
Versos que não calam.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Ao seu lado...


Ao te ver chegar,
Faz despertar o sorriso no olhar,
E acreditar no ato de doar.

É ter proteção de que nada é em vão,
E que a caminhada é longa e pedras virão,
Mas que ao seu lado é solução.

Solução pra dor , pois há amor
Para a loucura, pois há a cura,
Para a agitação , pois há compreensão.

Assim ..........

" É o tempo da travessia e, se não ousarmos fazê-la,
teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos"
(Fernando Pessoa)

domingo, 5 de setembro de 2010

Das Cinzas à Rosas

Um suspiro profundo
Traz uma imagem em um segundo,
Olhos fechados enxergam cores,
E tomados pelo cansaço, adormecem.

Nasce, e as cinzas pairam no ar
Entorpecem o respirar,
Surgem rosas para acreditar,
Que tudo vai melhorar.

Rosas que vem alimentar,
Que das cinzas pode nascer,
Um bom motivo para viver.