.

.

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Cinco Pontas


É como se o tempo fosse maior,
Surgindo do processo de lapidação
Cinco pontas reluzentes.

Uma estrela.
Cinco pontas,
Uma forma.

Pontas unidas em uma forma,
Que equilibra , esvazia e enche
O que sobra e o que não falta...

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Entorpecente

Os olhos brilham ao ver.
Abstinência suprida
de forma estúpida.

Coração não dispara mais,
É o vicio.
Ânsia de um vazio,
que não há o que embrulhar.

De costas para a dor,
Peito aberto para o amor
Que cura, acalma e cuida.

E o efeito entorpecente se vai,
Da mesma maneira que veio...

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Amanhecer

Raiou o sol e a madrugada não se foi,
Quanto tempo leva ?
Dia aguardando o amanhecer.

Sinais de luz
Começam aparecer,
Sobre o sentido atravessado.

Que destrava o sorriso,
Estende as mãos
Para o viver,
Como há de ser ...