.

.

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Envelope


Guarde todas as memórias.
Um dia, uma tarde.
O sorriso no escuro.

Os poucos e intensos
dias felizes.

Feche os olhos, é 27.

Coloque no envelope,
dê um laço e me guarde
para sempre.

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Depois dos espinhos



Rosas.
Brancas, vermelhas e amarelas. 
E nesse momento todas as cores.

Livraste de todo mal, 
para receber o bem.

O bem que se faz,
que se quer,
que se deixa,
manifesta e assume.

Cuida, rega e
corta espinhos.